TRENDING NEWS

recent

Charred Walls Of The Damned - "Creatures Watching Over The Dead" Review


Parece que ainda foi ontem a primeira vez que ouvimos falar desta banda e afinal já passaram 6 anos. O tempo não passa, voa. No entanto, este projecto conseguiu sobreviver chegando agora ao terceiro álbum, o tal definitivo. Para já o que temos a dizer é que apesar de Tim "Ripper" Owens ter uma das mais dotadas voz do metal as suas constantes participações em inúmeras bandas, álbuns e projectos faz com que a sua voz tenha diluído um pouco o seu impacto. Dizemos porque ao ouvir o primeiro tema deste "Creatures Watching Over The Dead" ficámos na dúvida se estavamos a ouvir Judas Priest vitaminado ou Iced Earth, tal foi a forma como a sua voz ficou associada a estas duas bandas de heavy metal.

Essa é uma questão que não deverá estar no caminho da apreciação deste trabalho, que é um excelente álbum de heavy/power metal americano - e atenção de que quando falamos de heavy/power metal norte-americano devemos pensar em nomes como Iced Earth ou Vicious Rumors - que tanto carrega no peso quando deve carregar assim como dá largas à melodia quando esta se impõe. Depois temos excelentes músicos de capacidades técnicas inquestionáveis, onde obviamente Richard Christy (ex-Death e Iced Earth) e Steve DiGiorgio (Sadus, Testament e uma porrada de outras bandas) se destacam, sem contar com "Ripper" Owens. No entanto e apesar de ser algo desconhecido, não devemos descartar Jason Suecof, o guitarrista (ex-Gargamel e Evince) que é a grande razão destas músicas brilharem tanto.

Ainda não é desta que pensamos nos Charred Walls Of The Damned como um banda e não apenas um sério, mas se há alguma coisa que este terceiro álbum confirma, é que independentemente de ser projecto ou não, tem a capacidade de produzir músicas de heavy metal com grande qualidade. É um álbum indicado tanto aos fãs da velha guarda como quem gosta de coisas mais modernas. Produção impecável que ilustra um conjunto de músicas que apesar de não ser propriamente imediato ou marcante, cresce no ouvinte a cada audição e tem poder para desafiar o teste do tempo - mesmo que seja para ser apontado como uma pérola esquecida daqui a dez ou quinze anos.

1. My Eyes
2. The Soulless
3. Afterlife
4. As I Catch My Breath
5. Lies
6. Reach into the Light
7. Tear Me Down
8. Living in the Shadow of Yesterday
9. Time Has Passed
Duração 33:21

2016 Metal Blade 

Nota 8.4/10

Tags

Related Posts

Review

Sem comentários:

Enviar um comentário

Imagem
World Of Metal
World Of Metal - Zine, Radio and TV - Support Us On Patreon!

World Of Metal - Zine, Rádio e TV - Apoie-nos no Patreon!

random
World Of Metal. Com tecnologia do Blogger.